Dicas para comprar um cachorro ( o que fazer antes e depois)

Cães... são fofos e adoráveis.

Alguma vez em sua vida, você já quis um cachorro?

Eu imagino que sim!

Mas não é só ir ao abrigo e escolher um. Ter um cachorro é um compromisso e uma grande responsabilidade, por isso nesse artigo vou dar dicas para comprar um cachorro  e o que você deve fazer antes e depois da chegada no seu novo amigo...

garota com um cachorro

Como qualquer outra coisa, adquirir um animal têm prós e contras ... e uma lista de coisas que você precisa comprar antes de ter o animal.

Vou te ajudar a iniciar seu planejamento:

Uma análise:

Antes de ir ao seu computador e começar a procurar fotos de cães, primeiro você precisa refletir sobre sua casa, seu tempo e seu espaço para um cachorro.

Lembre-se que você tem que andar e brincar com seu novo amigo, ou pelo menos ter espaço em seu lar para esta “festa” diária.

Se você mora em um apartamento apertado, em um arranha-céu, pense em ter que levar seu animal de estimação no elevador todos os dias ... ou ter que subir as escadas. E se isso é permitido.

Mas se você mora em uma casa ou apartamento muito grande, talvez tenha um enorme quintal ou um espaço adequado para acomodar um animal... considere a possibilidade de um cachorro grande, se for permitido e você gostar.

Lembre-se de que você sempre pode ter um cachorro de tamanho médio ou pequeno, mesmo em um apartamento ou em uma casa enorme. Mas um cachorro enorme em uma casa ou apartamento pequeno é desconfortável para você e para ele.


Dica: Ao escolher um cão, certifique-se de saber quão grande ele ficará quando estiver totalmente crescido.


Se você tem uma agenda muito ocupada, 7 dias por semana, você deve pensar em comprar um cão pequeno que fica sem energia mais rápido do que um cachorro grande. Independente do espaço que você tem!!

Escolhendo a raça certa de cachorro

Agora que você viu quanto espaço e tempo você tem, é hora de escolher um cachorro. Você deve encontrar um cão que se adapte ao seu estilo de vida.

Talvez você seja uma pessoa ativa, como já citei anteriormente, ou alguém que queira se aconchegar com seu cachorro durante todo o dia, enquanto assiste Netflix, ou mesmo a pessoa que amaria escovar e trançar o pêlo comprido de seu cachorro.

Cada pessoa gosta de coisas diferentes, não é mesmo?

As personalidades dos cachorros variam também, e independe do tamanho deles, você precisa saber identificar o que te agradaria.

Por exemplo, uma pessoa ativa e com tempo pode querer um cachorro pequeno e poderia pensar em um chihuahua, porque eles são cheios de energia, e para um cachorro grande, poderia escolher um pastor alemão, porque é altamente ativo.

Então, agora é hora de escolher a raça certa para você ... vá em frente e avalie (fazer uma matéria com a ficha técnica de cada cachorro)

Lista de compras antes de comprar o cachorro

Agora que você escolheu o tamanho, a personalidade e a raça do seu cão, você deve preparar sua casa antes de comprar ou adotar um cachorro.

Primeiro faça uma lista de coisas que você precisará… aqui estão algumas coisas básicas…

  • check
    Comida
  • check
    Guloseimas
  • check
    Tigelas
  • check
    Guia
  • check
    Coleira
  • check
    Colar de identificação
  • check
    Engradado
  • check
    Brinquedos
  • check
    Casa
  • check
    Cama
  • check
    Escova
  • check
    Shampoo e condicionador
  • check
    Produtos de controle de pragas
  • check
    Fraldas e tapetes de higiene para as necessidades do animal

Preparar a casa para a chegada do cachorro

Depois de comprar tudo, arrume uma sala que possa ser fechada, então, quando o cachorro chegar, ele será colocado dentro do engradado para que se acostume com a casa, novos donos e outros animais de estimação.

Certifique-se de deixar muitos brinquedos, porque eles podem ficar lá por alguns dias até que se sintam seguros para sair e explorar a casa. Principalmente se ele foi adotado e não estava em um lugar onde o tratavam bem.

Arrume tudo com muito carinho, pois você estará prestes a receber um animal que retribuirá com muito amor a cada segundo!!

A compra ou adoção do cachorro

Depois que o quarto estiver pronto, vá para o abrigo ou pet shop para pegar ou comprar seu animal de estimação.

Certifique-se de que suas vacinas estejam atualizadas e veja se elas precisam ser dadas novamente e de quanto em quanto tempo.

Se ele passou pelo veterinário e não está com nenhuma doença.

Quando você e seu amigo peludo chegarem em casa, dê mediatamente um banho nele para se livrar das pulgas que podem se multiplicar e infestar sua casa.

Depois de lavado e seco, coloque a comida, a água, os brinquedos e alguns cobertores no engradado, para que possa dormir lá durante a noite.

Eu sei que é difícil dormir sem o seu novo filhote, mas isso vai ajudá-lo a se acostumar com sua nova casa e família, muito mais rápido.

Certifique-se de que o engradado esteja aberto e as luzes acesas, mas não se esqueça de fechar a porta.

Conforme os dias passarem, deixe a porta aberta para que eles possam explorar quando ninguém estiver por perto.

Claro, que deve limitar o local que ele pode explorar, pois algumas raças podem destruir as coisas importantes da sua casa....

Onde o cachorro irá dormir ?

Depois de alguns dias, talvez, semanas sem que o seu cachorro durma bem ao seu lado, talvez você esteja considerando a ideia de deixá-lo dormir com você.

Faz mal dormir com o cachorro na cama?

Bem, cachorro dormir dentro de casa já está pesquisado que 55% deles tem um cantinho quentinho dentro dos lares. E dentro desta porcentagem 23% dormem com seus donos. Informações da Comac ( Comissão de Animais de Companhia).

De fato há muito o que avaliar nesta hora, para ambos os lados:

1-Doença

O cachorro pode passar doenças para o dono e vice-versa.
Pode causar uma alergia respiratória ao dono com fatores que você nem imagina.

Como seu cachorro tem que sair para fazer as necessidades ou se exercitar, ele estará exposto a uma série de fungos e bactérias, pólen de plantas.

Além do risco de contrair uma doença transmitida por um parasita como o carrapato, pulga ou vermes.

E você não poderá dar banhos diários no seu cachorro, porque ele tem a pele sensível e também poderá deixá-lo doente.

Pense que se você toma banho todos os dias para se limpar e ir dormir em uma cama limpinha e já nem se lembra quantos ácaros mora ali... imagina se seu cão também compartilha sua cama?

O cachorro também transpira e vai fazer isso todas as noites.

Além do que, o cachorro tem uma higiene diferente dos humanos, não é ???

2-Sono

O ciclo de sono dos dois pode ser afetado. Deixando os dois irritados.

Mas seu cachorro poderá dormir durante o dia, e você??

Caso você sofra de insônia, descarte agora mesmo a ideia de um cachorro dormir com você, pois seu sono é muito leve.

3-Tamanho

Se o cachorro for de um porte muito grande você terá que ter uma cama de casal para poder dormir bem.

E por outro lado, imagine que seu cachorro escolhido é uma bolinha de pelo e não vai crescer muito. O que pode acontecer se você rolar por cima dele, Já sabe a resposta não é mesmo?

Você não vai querer se sentir culpado por machucar seu lindo animal de estimação, vai?

4-Temperatura

Que delícia no inverno você ter mais um “cobertor” para te esquentar, né?

Mas, e no verão?

As temperaturas dos corpos dos cachorros são diferentes das nossas e consequentemente, no verão você vai sentir ele transpirar ainda mais na sua cama.

5-Higiene da cama

Se normalmente as pessoas trocam semanalmente a roupa de cama, agora precisará ser diário.

A roupa de cama deve ser lavada diariamente para que diminua o risco de contrair doenças.

Também deverá providenciar protetores de colchão para eventualidades, pois os cães marcam território urinando, então você já sabe o que pode acontecer...

6-Comportamento

Você decidiu deixar seu cachorro dormir em sua cama apesar de tudo isso que leu até agora... então agora veja a parte comportamental que isso ocasiona:

Você decidiu deixar seu cachorro dormir em sua cama apesar de tudo isso que leu até agora... então agora veja a parte comportamental que isso ocasiona:

a) Dependência

A sua e a do cachorro. Sim, você e ele podem se acostumar tanto a dormir um com o outro que por qualquer motivo que

b) Agressividade

Seu cachorro passa a rosnar e latir para qualquer pessoa que passe perto da cama ou tente sentar ou deitar nela, pois não deixa de ser a cama dele também.

Isso demostra que ele está defendendo o território dele e que você já perdeu seu poder na hierarquia.

c) Insegurança, ansiedade e depressão

Imagine que você tenha que desacostumar seu cachorro a dormir com você ou na sua cama.

Isso pode acontecer por diferentes motivos:

  • Por motivos de saúde sua ou do seu cão
  • Porque chegou visita e você vai ceder sua cama
  • Porque você está se casando e a pessoa vai se mudar para sua casa

Isso pode ocasionar profunda Insegurança, ansiedade e depressão, levando o cão a ficar doente.

Uma vez tomada a decisão de deixar seu cachorro dormir na sua cama, essa decisão é para a vida toda. E você terá que pensar que um dia talvez tenha que viajar sem ele ou ainda, que vai se casar e que ele vai ficar velho e terá problemas de saúde.

Sendo assim, considere em ter uma cama de cachorro perto da sua, pois quando você tiver que se ausentar, ou tiver um cônjuge ele não ficará deprimido e ansioso por dormir em outro lugar.

E também quando ele envelhecer será mais fácil de cuidar dele.

Passear com o cachorro

Os dois motivos pelos quais você tem que sair com seu cachorro, uma é pelo exercício e outra é pelas necessidades fisiológicas dele.

Se você for usar as fraldas higiênicas ou tapetes higiênicos para as necessidades do seu cachorro, vai ter um tempo mais flexível para poder passear com ele e nos dias de chuva e ou muito frio, nem vai sair.

Lembrando que se você optou em deixar o cachorro dormir no seu quarto ou deve deixar a porta aberta para ele chegar até o local onde deve fazer as necessidades ou deve deixar pelo menos um tapete higiênico para ele.

Mas não se esqueça que qualquer raça de cão necessita se exercitar!!

E ai você vai experimentar que tipo de guia vai usar para sair com o cachorro.

Lembre-se de colocar uma coleira que tenha a identificação de quem ele é e para quem se deve ligar caso ele fuja e uma boa pessoa o ache.

Alimentar o cachorro

Cada raça tem suas peculiaridades e a escolha da alimentação pode ser um momento difícil também.

Muitas vezes não estamos preparados monetariamente para atender como se deveria a raça adotada ou comprada.

Há diferentes preços de comida no mercado e por essas diferenças de valores a qualidade também pode variar.

Existem diferentes tipos de comida, desde as naturais, as secas, as molhadas e mais um exército de invenções para seu amigo.

O importante é equilibrar o que você pode dar de comer ao seu cachorro e o que ele tem que comer.

Lembrando que cachorros de grandes portes consomem muito mais. E isso é em relação a tudo o que for referente à ele, nas outras áreas de consumo (xampu, tapetes higiênicos, etc)

Para facilitar a sua vida, há no mercado alimentadores que você programa com a hora e quantidade que seu cachorro pode e deve comer.

A maioria dos especialistas recomenda alimentar seu cão duas vezes ao dia ... uma vez pela manhã e uma vez à noite, embora os filhotes com menos de cinco meses de idade devam ser alimentados três a quatro vezes por dia.

Filhotes e cães adultos ativos precisam de mais comida do que cães idosos, mas não há medidas exatas.

A melhor maneira de decidir se seu cão está recebendo a quantidade certa de alimento é olhar para o cachorro, se ele come tudo em sua tigela, se às vezes não termina, ou até mesmo pula uma refeição.

Fique atento para as necessidades do seu cão, se ele continuar procurando por comida, você pode querer dar-lhes porções mais completas.

Ele agora depende de você, lembre-se disso!

"Deleites" e perigos

Você também deve estar ciente dos diferentes tipos de alimentos, você deve comprar comida de cachorro para a idade e as necessidades do seu cão.

Não compre comida adulta para um novo filhote e não o alimente com comida de outro animal.

Lembre-se de que a comida “humana” deve ser vista como um “prazer” e dada ocasionalmente, não substitua as refeições do seu cão por guloseimas”.

Alguns alimentos seguros incluem carne, manteiga de amendoim, salmão, maçãs, iogurte, etc.

Mas outros alimentos podem ser extremamente perigosos para os cães, por exemplo, um verdadeiro vilão …é o chocolate.

Pouco chocolate pode deixar seu cão doente com uma dor de estômago, uma quantidade maior pode levar a convulsões, tremores musculares, hemorragias internas e até ataques cardíacos.

Se o seu cão comeu chocolate você deve levá-lo ao veterinário para que seu estômago seja bombeado imediatamente, pode ser muito severo se não for cuidado rapidamente.

Abacates podem causar problemas nos estômagos, mas a verdadeira preocupação é o caroço. Se ingerido, pode causar obstrução.

O leite está nos dois lados, alguns cães podem beber, enquanto outros podem vomitar, por causa da lactose ... podem ter dores de estômago e muito mais.

Goma e outros doces podem causar vômitos, perda de coordenação, convulsões e, em casos graves, insuficiência hepática.

Por último, mas certamente não menos importante, o álcool nunca deve ser dado ao animal.

O álcool é considerado tóxico para cães em doses muito pequenas, o seu cão pode mostrar efeitos de 30 a 60 minutos. Isso pode levar à morte.

Spa de cachorro

1-Pêlo

Há muitas maneiras de cuidar do pêlo do seu cão.

Você deve escovar os pêlos e desembaraçar nós, algumas raças precisarão disso constantemente, e algumas ocasionalmente ...

2-Banho

Você também tem que dar-lhes um banho ... novamente dependerá da raça, do comprimento do pêlo, da idade, do quanto ele se suja, etc

Tenha cuidado com o tipo de xampu e condicionador que você escolhe para o seu cão. Algumas peles de cães ficam irritadas.

É mais seguro comprar um xampu de aveia, que é muito bom para o seu cão e não irrita a pele. Ao lavá-los, você deve ter muito cuidado com o rosto e perto dos ouvidos.

3-Rosto e unhas

Ao lidar com o rosto de um cão, tenha cuidado ao lavá-lo, é mais fácil comprar lenços especiais, há lenços para as orelhas, olhos.

É mais seguro que a água não entre no ouvido do cachorro. Algumas raças de cães, como os bulldogs, têm rugas e precisam ser limpas constantemente, pois ficam cheias de saliva, sujeira e até comida. Esta área fica cheia de bactérias nocivas para a pele, que podem causar doenças de pele.

Isso não é algo que toda raça tem, pois nem todas as raças têm rugas, mas você ainda deve limpar e secar adequadamente o rosto do seu cão.

Ao cuidar das unhas dele, você deve apará-las a cada 1-2 meses, mas na verdade elas não precisam ser aparadas caso isso não seja um incomodo para ele ou para você.

Visitas ao veterinário

Antes de deixar o abrigo ou o local onde você comprou seu cão, eles deverão te dar o histórico dele e deve ter passado por um veterinário.

Normalmente, você deve levar seu cão para fazer um check-up de 1 a 2 vezes por ano ou a cada 6 meses.

No entanto, se você ver algo incomum em o seu cão, leve-o ao veterinário o quanto antes.

Este planejamento o fará está preparado para escolher seu melhor amigo. Esta amizade durará por muitos anos, então esteja seguro que fará tudo para dar a ele o mesmo que vai receber diariamente.

Muuuuito Amor!!

Tags:
Previous Post
Cachorro na jaula
Dicas

Como adotar um cachorro (evite erros)